Notícias

SELO BOM DESIGN ARGENTINO PARA SUMMA+

Esta é uma distinção oficial que outorga o Ministério de Produção da Nação dentro do “Plano Nacional de Design”

PINTURA EXTERIOR

Exterior é uma série de pinturas que o estúdio Pezo von Ellrichshausen desenvolveu durante os últimos tempos

LAVAGEM DE CARA PARA KAHN

Completou-se a reabilitação e valorização do Instituto Salk de Estudos Biológicos

BOSQUES COMPACTOS

Green City Solutions desenvolveu uma solução para o problema da poluição do ar das cidades

O CATÁLOGO LATINO-AMERICANO, PREMIADO

Latin America in Construction: Architecture 1955-1980 (MoMA, 2015) foi agraciado com o prêmio SAH Publication Awards 2017

CONCURSO PAVILHÕES TEMÁTICOS

O Ministério de Ambiente e Espaço Público da Cidade deu a conhecer aos ganhadores do Concurso Pavilhões Temáticos Buenos Aires 2017

A HABITAÇÃO COLETIVA GANHOU

O prêmio Mies van der Rohe 2017 foi outorgado à obra DeFlat Keiburg do NL architects e do XVW architectuur

MÁXIMA ACREDITAÇÃO CONEAU PARA O MESTRADO DA UNL

A Faculdade de Arquitetura Design e Urbanismo (FADU) da Universidade Nacional do Litoral (UNL) foi reconhecida com a máxima acreditação da Comissão Nacional de Avaliação e Acreditação Universi...

ZUVIRÍA PARA NOVA IORQUE

Facundo de Zuviría, o conhecido fotógrafo argentino, acaba de realizar uma exposição de seu trabalho na cidade de Nova Iorque

MEIO SÉCULO DE HABITAT ‘67

A cidade de Montreal celebra os cinquenta anos da realização do projeto experimental Habitat ´67 com uma mostra retrospectiva de seu criador, o arquiteto Moshe Safdie
01

READINGS
ENE 18

A CIDADE IMPURA

URBANISMO E SAÚDE

Em palavras do próprio autor, A cidade impura “usa a tuberculose como uma espécie de espelho de alguns aspectos constitutivos da Buenos Aires moderna entre 1870 e 1950”. Seus nove capítulos desenvolvem temas que vão dos aspectos urbanos, os grupos populacionais relacionados com seus estilos de vida, até uma visão mais biomédica. “Em 1955, Elda G., que tinha 10 anos, morava em um bairro de Buenos Aires com seus pais, imigrantes italianos semianalfabetos... sentia-se tuberculosa e por essa razão moribunda”. Estas linhas são parte de uma primeira descrição que resume a visão e os medos associados à enfermidade na época e inclui várias das questões que serão desenvolvidas no livro. O autor considera que existe uma historiografia surgida há trinta anos que concebe “a enfermidade como objeto de reflexão por parte das ciências sociais e das humanidades”. Encontra três possíveis abordagens: a história da medicina, que inclui o conhecimento biomédico e seu contexto e aqueles tratamentos bem-sucedidos contrastados com os que “falharam”; a história da saúde pública que faz foco no poder, na política, no estado e na profissão; e a história sociocultural da enfermidade que inclui o ponto de vista de historiadores, demógrafos, sociólogos, antropólogos e críticos culturais. Estas diferentes perspectivas aparecem muitas vezes dissimuladas ao longo dos capítulos. O capítulo 1 “Tuberculose e regeneração: cidades imaginadas, verde urbano e moradia higiênica” formula sua relação com as cidades ideais e imaginadas: a visão higienista e a cidade verde. Os grupos populacionais como as crianças, as mulheres e os imigrantes ocupam os próximos capítulos. Os aspectos relacionados com os estilos de vida e como habitar com os excessos – sexualidade e álcool – ou a cultura da higiene são desenvolvidos nos capítulos subsequentes. A visão biomédica é concebida também como problema em relação com o Estado e com as instituições e, nos últimos dois capítulos, como problema médico propriamente dito. O epílogo retoma o relato de Elda G. da introdução, agora uma mulher madura com filhos, e ilustra através de sua história pessoal todas as mudanças acontecidas em quatro décadas até a situação atual da enfermidade. O livro completa-se com ilustrações, documentos, fotografias, publicidades e cartazes de várias das questões expostas nos diferentes capítulos.

A CIDADE IMPURA
Saúde, tuberculose e cultura em Buenos Aires, 1870-1950
Diego Armus
Editorial: Edhasa
15,5 x 22,5 cm, 416 páginas 
2007, Argentina
(em espanhol)

NOTÍCIAS COMERCIAIS

Mostra “Quartos Etc.” e Lepri

O Quarto de Casal no Campo ganhou, em duas paredes, toque rústico e clima acolhedor com o Brick, da Lepri

“Venecitas”

As Cerâmicas Atlas apresentam uma volta sustentável na reutilização de até 75% de material

Aura de evolução

O Grupo Cosentino desenvolveu um produto que imita o mármore natural

Bienal de Buenos Aires

A XV Bienal Internacional de Arquitetura de Buenos Aires “BA15” já tem data: de 5 a 27 de setembro

Fachadas Dinâmicas HunterDouglas

As fachadas dinâmicas HunterDouglas® são alternativas eficazes para quem deseja conforto térmico e visual em ambientes corporativos e residenciais

BAMBU COLOR

A Neobambu oferece produtos ecológicos substituindo o uso da madeira em pisos e revestimentos

GEOMETRIA CONTEMPORÂNEA

A Ardece traz para o Brasil a linha de porcelanatos iGattipardi, da marca 14oraitaliana

DIA A DIA FUNCIONAL

A GhelPlus apresenta a Cuba Expressione da linha Debacco

50 TONS DE NEUTRO

A Eliane Revestimento lança sua mais nova coleção, a Essence Decor Neutro

ECONOMIA COM DESIGN

A MetalbagnoSpazi tirou da prancheta sua nova criação, a Cuba Neorest

Leituras

ESTRUTURAS APARENTES, OCULTAS E ILUSÓRIAS.

Este livro percorre a maneira com a qual os arquitetos desenvolveram as estruturas dos edifícios

Varia ARCHITETOCNICA

O autor recolhe neste novo livro muitos textos próprios publicados anteriormente e muitos outros novos

MANUAL DE ARQUITETURA ECOLÓGICA AVANÇADA

Metodologia de projeto para realizar uma arquitetura com o máximo nível ecológico possível

QUEM SE PREOCUPA PELAS CIDADES CHILENAS? / WHO CARES FOR CHILEAN CITIES?

Baseia-se em duas palestras apresentadas no ano 2013, uma em Nova Iorque e a outra em Santiago do Chile

DO CONHECIMENTO AO DESENVOLVIMENTO / FROM KNOWLEDGE TO DEVELOPMENT

Compiladores: Flavio Janches, Roberto Amette, César Jaimes, Marcelo Corti

A CIDADE IMPURA

A cidade impura “usa a tuberculose como uma espécie de espelho de alguns aspectos constitutivos da Buenos Aires moderna entre 1870 e 1950”.

ARQUITETURA E SUSTENTABILIDADE

Os trabalhos que aqui são apresentados foram o produto de mais de quinze anos de especulação intelectual e pedagógica sobre o ensino do projeto

RAÍZES

Sobre os valores do patrimônio cultural Iberoamericano

CLÁSSICOS DO URBANISMO MODERNO

É um livro sobre livros: o quê e o como clássicos do urbanismo moderno foram realizados, circularam e foram traduzidos

MORFOLOGIA E ESPAÇO

Carlos Reinante produz um impacto de importância em seu lugar de origem abordando textos longamente construídos, discutidos e valorizados a partir de sua cátedra