READINGS
ABR 20

AUGUSTO PLOU - ECLOSÃO DO ECLECTISMO

O livro explora a trajetória profissional de Augusto Plou, inserindo-o em um contexto condicionado pela indeterminação categórica de um estilo predominante. Sua arquitetura se condiciona pela passagem do século XIX ao século XX, que apresenta ambiguidades para os arquitetos formados na École de Beaux Arts que projetam na Argentina. Esgotadas as reiterações historicistas de exemplos modelo, as obras começam a exibir singularidade e estilismos franceses em convivência com o afiançado classicismo italiano. “O ecletismo de Plou não chegará vocacionalmente nem ao pitoresquismo que rompe definitivamente com as normativas da simetria e o equilíbrio dos volumes, nem à negação formalista do Art Noveau que desloca os antigos códigos formais. Tampouco se desprende da ornamentação como valor agregado à arquitetura antes que expressão das próprias manifestações estruturais da mesma. Seu ecletismo está localizado exatamente nesse ponto onde já não é classicista, mas tampouco se trata rotundamente de não o ser” (Ramón Gutiérrez, arquiteto).
Vários autores se referirão à obra do arquiteto. Desde a formação acadêmica-eclética, considerando o trabalho de seus mestres franceses que replicam os aspectos fundamentais que instruíram suas noções clássicas, para passar a uma descrição minuciosa das obras que projeta na Cidade de Buenos Aires e Santa Fé. Um percurso pelas diferentes tipologias: moradia para aluguel, petit hotel, casa individual, grande hotel, incluindo os não tão comuns casos industriais e projetos religiosos de templos e capelas. Estuda-se, além disso, a proposta para os bairros operários, desenvolvendo os elementos sobre os quais Plou baseia-se para conceber o urbano e incluindo a transcrição de um artigo seu publicado em 1884 em La Nova Revista de Buenos Aires. Plantas, fotografias de época, complementados com fotografias atuais e imagens de arquivo, percorrem a vasta produção arquitetônica de um personagem que construiu por mais de quarenta anos. 

AUGUSTO PLOU
ECLOSÃO DO ECLECTISMO
Ramón Gutiérrez, arquiteto
CEDODAL
29 x 21 cm, 112 páginas
2018, Cidade Autônoma de Buenos Aires
(en espanhol)